EDIFÍCIO DYNAMIC

CONSTRUÇÃO

O Edifício Dynamic, de comércio e serviços, assume-se como um edifício de excepção no tecido urbano e morfológico da cidade de Braga pela linguagem orgânica que promove na definição de um quarteirão.

Volumetricamente o edifício, a dois corpos, apresenta duas estruturas contrastantes.

O primeiro, de matriz horizontal e de carácter comercial, marca a relação directa com a cidade, isto é, com o sistema viário da mesma, bem como na relação do peão com os acessos francos das lojas. Este corpo, mais tectónico, materializa-se numa pala curvilínea que sofre dilatações e compressões ao nível do piso térreo, oferecendo protecção à intempérie, na sua condição de “rua” sobre-elevada.

O segundo volume, assumidamente vertical e de secção elíptica, emerge a partir do piso térreo, rasgando a pala num eixo vertical, e confrontando-se a 360 º com a paisagem circundante. Formalmente, este corpo sem orientação, apresenta uma estrutura que suporta uma pele de escama de vidro, garantindo luz natural ao programa de serviços que alberga.

“...UM EDIFÍCIO DE EXCEPÇÃO NO TECIDO URBANO E MORFOLÓGICO DA CIDADE DE BRAGA PELA LINGUAGEM ORGÂNICA QUE PROMOVE NA DEFINIÇÃO DE UM QUARTEIRÃO.”

VENTURA + PARTNERS

ARQUITETURA

www.venturaandpartners.com